quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Melodia da Alma

Existem muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo. Agora, enquanto escrevo, por exemplo, milhares de outras situações podem estar ocorrendo.

            Podem não. Estão.

            Algumas eu posso ver, sentir, como a música que toca, as nuvens se movendo lá fora, o Sol descendo em direção ao horizonte, meu coração batendo.

            Outras, eu posso saber depois, de alguma forma, se me for contado, ou por sempre acontecer, mas que não estou presente, como sei que existem muitas pessoas andando de volta para suas casas, ou seguindo para seu destino.

            Mas há ainda aquelas coisas que se passam agora, e eu nunca vou saber. Uma dessas coisas é o pensamento de cada amigo meu, de cada pessoa que eu conheço, ou de quem eu mesmo nunca vi.

            Ler o pensamento sempre foi um sonho do ser humano, que cria sempre personagens que ouvem o que se passa na mente de outras pessoas, mas, feliz ou infelizmente, não é real.

            Nunca vamos saber o que alguém realmente pensa, mesmo que pareça pelo seu modo de agir. Algumas pessoas interpretam, ou simplesmente escondem o que tem dentro de si. Não condeno ninguém por isso, mas às vezes, pode ser prejudicial pra quem esconde e pra quem precisa saber.

            Se pudesse adivinhar o que cada pessoa pensa, tudo seria muito chato e deprimente, já que muitas vezes você não é visto como você acha que é visto. Você pode pensar que é amado, e não é. Você pode achar que importa, mas não importa. Você pode achar que é verdade, e é mentira.

            Cada um sabe da melodia que toca na alma, e não é bom que se cante outra, pois uma hora ou outra, o coração vai cantar mais alto.

2 comentários:

  1. Provavelmente se você soubesse o que as pessoas pensam, não faria muita diferença pra elas (que não iam mudar o que pensam) nem para o mundo, só pra você. E seria pior pra você, com certeza.

    ResponderExcluir