segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

O tempo

Tempo.

            Esses dias, cheguei a incrível conclusão que é, definitivamente, a palavra que eu mais odeio, ainda mais quando pertinho assim de alguns verbos como ‘passar’ ou ‘(não) parar’. Me dá realmente uma aflição amedrontadora. O tempo não é como um corpo lançado a tal velocidade em tal direção, e todas aquelas coisas físicas, que se pode calcular onde vai dar. Ninguém sabe onde o tempo vai parar, e o que ele vai fazer da gente!

            Injustiça né!?

            Talvez sim, talvez não. Assim como ler o pensamento alheio (como eu já disse num texto anterior), ver o futuro não deveria ser muito legal, acho que se perderia um pouco de capacidade de escolha, e principalmente a esperança.

            Quanto à velocidade do tempo, é tudo tão relativo! Tem dias que parecem que passam tão depressa enquanto uns não acabam nunca! Não tem como controlar...

            Ou tem?

            Sinceramente, não sei, mas sei que tem como fazer o tempo, seja ele lento ou rápido, valer a pena.

            Pode ser um pouco hipócrita de a minha parte falar isso, já que ninguém reclama mais de tédio do que eu, mas quanto mais se reclama de tédio, e sinal que mais tempo está sendo desperdiçado, e ele não volta. Faz parte da responsabilidade de cada um de nós gastar cada segundo como ele deve ser gasto.

            O tempo é implacável.

            Tempo. 

4 comentários:

  1. Se você está com o tempo ocioso, é porque precisa ocupá-lo. Me parece que, pelo que você fala, você tem por volta duns 15, 16 anos. Pode acreditar: quando se é jovem, há momentos em que o tempo parece não estar sendo preenchido como deveria. Pra ser bem sincero, isso às vezes perdura por um bom tempo...

    Mas, já que você tem tanto tempo sobrando, por que não dá uma conferida no meu blog?...

    Parabéns pela tua escrita suficientemente clara. Isso é muito bom de se ver na blogsfera.

    Inté, guri flamejante!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que ele te achou por mim, Matheus :P Isso aí, vamos continuar interagindo, assim todo mundo é lido e comentado.

    O tempo é meu inimigo também. Pensa bem, ele é o maior limitante do ser humano em acumular conhecimento e tudo! Quando passar tempo o suficiente, muito do que você conquistou (dependendo do que você conquista, tudo) vai embora. Mas mesmo eu que não creio nem "descreio" em deus preciso admitir que se as coisas são assim, é melhor assim. Se o tempo é inevitável, vamos aproveitá-lo!

    ResponderExcluir
  3. também não gosto da palavra tempo, em diversos sentidos, as vezes me sinto presa a isso, pois no nosso dia a dia temos tempos e tarefas a cumprir , eu tenho reclamado muito de tédio também , as vezes me arrependo , pois perco meu tempo reclamando , e sabendo que cada minuto é muito valioso,e quando o dia se passa é tudo jogado fora :/
    se der passa no meu blog depois, vou seguir o teu :*

    ResponderExcluir
  4. Bela reflexão meu jovem...o tempo é um menino brincalhão que só se revela à nós, quando não há mais tempo...

    ResponderExcluir