quarta-feira, 25 de março de 2009

Escurecer

Ela vem.

Ao fraco, ao forte.

Ela vem.

Com sorte, sem sorte.

Ela vem

 

Ela vem.

Querendo, não querendo.

Ela vem.

É inútil dizer “não entendo”.

Ela vem.

 

Acordado, dormindo.

Chorando, sorrindo.

Odiando, amando.

Com dor ou sonhando.
Ela vem.

 

Hoje, amanhã, daqui a cem anos.

Não tem escapatória.

Pra nenhum de nós, humanos.

Ela vem.

 

O próximo dia pode não haver.

Viva a vida como se há de viver.

Por que o fim dela, você nunca vai saber.

Ela vem.

 

Ela vem.

Ao fraco, ao forte.

Ela vem.

A todos, a morte.

Ela vem.

3 comentários:

  1. PESSIMISTA!!!!!!!!
    nao vem nau..
    eu vo ficar pra semente!
    ai cada uma q me apareceeee...

    ahsuhushs

    te amo mor (ficou mto bommm )
    cmo tds o q vx fazz

    ResponderExcluir
  2. Não é pessimista, é realista, só disse que a morte vem. E a morte VEM, TEM DE VIR, é justa, é necessária, a morte deve ser a coisa mais perfeita do mundo. Parabéns pelo texto, Matheus!

    ResponderExcluir
  3. está perfeito,ex!!! goooosta de opostos né? asfuashfuisa já reparei isso nos seus textos, sempre há paradoxos, contradições, etc. ausfhsifu

    tá muito bom,amei!

    ResponderExcluir