terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Querer



Não sou suficientemente bom pra você,
É, é. Não sou.
Mas não ligo.

Eu não sou nada bom pra você,
É, é. Pra ninguém.
Mas não ligo.

Eu te quero mesmo assim.

Sou prepotente,
E você não vive sem mim.
E é evidente,
Eu só aceito um sim.

Sou prepotente, e você não vive sem mim.
Eu não presto pra ninguém.
E eu te quero mesmo assim.

Ah, amor, não me deixe esperando.
Ah, amor, não me diga não.
Se negar, continuarei te amando,
Mas ah, amor, não me diga não.

Eu não sou nada bom pra você,
É, é. Pra ninguém.
Mas não ligo.

Ah, amor, não me deixe esperando.
Ah, amor, não me diga não.

Eu não sou o esperado,
Eu realmente não ligo.
Eu não sou o indicado,
Mas, por favor, casa comigo?

3 comentários: