segunda-feira, 8 de março de 2010

Mulheres


Sensíveis e vulneráveis.
Frágeis e dependentes.
Fracas e improváveis.
Fúteis e inconseqüentes.

Mesmo se assim fossem,
Ainda precisaríamos delas.

Elas são fortes como homens.
Ou até mais.
Mas são leves como as nuvens.
Incapazes jamais.

Mesmo se assim fossem,
Ainda precisaríamos delas.

A sensibilidade
E os corações maternos.
A sensualidade
E os amores eternos.

Sensíveis e vulneráveis.
Frágeis e dependentes.
Fracas e improváveis.
Fúteis e inconseqüentes.

Mesmo se assim fossem,
Ainda precisaríamos delas.

Ainda precisaríamos delas.

4 comentários:

  1. Oooooun. *-* E kdkd que você me desejou feliz dia das mulheres hoje, hein hein? Lindo, amor, coooomo de costume, né! <3

    ResponderExcluir
  2. ALOCA, que poema show *-* Mulheres rulam mesmo. o/
    Man, estou lendo todos os seus posts, tu tem uma habilidade mó cool de fazer com que as palavras se tornem mais do que simples métrica, ritmo, versos e estrofes =)
    parabéns, té!

    ResponderExcluir
  3. Seus versos parecem que ecoam, pois é marcante a repetição de alguns versos neles.
    -------------------------------------------
    Bom, mesmo o vaso de porcelana sendo mais frágil do que um vaso de aço, ainda assim ele possui maior valor e maior beleza. Nem sempre a fragilidade é sinal de inferioridade. O homem é mais forte fisicamente pra compensar o resto que ele não tem.

    ResponderExcluir
  4. Sempre tive vontade de dedicar algo às mulheres, mas nunca fui capaz de escrever poesia. Obrigado por ter de certa forma expresso minhas emoções e meu desejo (suponho que isso seja muito inusitado na compreensão de poemas - ou será que é muito comum?)

    ResponderExcluir