terça-feira, 16 de março de 2010

Sonata


Eu posso ouvir as teclas do piano
Entoando uma pesada melodia
Fico pensando se cometi algum engano
Se fiz alguma coisa que em outro tempo não faria.

O som do violino me faz ter vontade de chorar
Enquanto penso que podia ser diferente.
Tento não deixar minha esperança acabar,
Mas a tristeza, maldita, é eminente.

Quando eu parecer deprimido
Simplesmente me dê um abraço.
E quando eu estiver no chão, caído
Não deixe se romper o laço.

Quando tudo isso passar
Por favor, jure pra mim.
Que mesmo se o mundo acabar,
Estará comigo no fim.

Quando eu parecer deprimido
Simplesmente me dê um abraço.
E quando eu estiver no chão caído
Não deixe se romper o laço.

O laço que nos une,
Seja lá qual for.
O laço que me segura,
Uma corda de amor.

Uma corda como a do piano.
Uma corda como a do violino.
Uma corda para um ser humano.
Uma corda, um laço divino.

Eu posso ouvir as teclas do piano
Entoando uma pesada melodia
Um timbre que é soberano,
E profundo em demasia.

4 comentários:

  1. -[Moonlight Sonata], imagino :x
    -Uma parte me lembra Skank :x
    -Ainda me impressiona como você coloca tantos outros elementos, como o som dos instrumentos, cobrindo a idéia pricipal *-*

    ResponderExcluir
  2. Keep holdin' on. Still can make me so proud. <3

    ResponderExcluir
  3. Opinião de pianista. Parabéns, sinto no seu texto a maciez de uma autêntica sonata ^^

    ResponderExcluir