domingo, 18 de abril de 2010

Imperfeição


Me ajude
Eu errei de novo.
Eu me feri com a verdade.

Me ajude
Eu caí de novo
E trombei com a realidade.

De que eu nunca vou ser o melhor.

Olhe para ele
Tão mais bonito.
Talentoso, inteligente.

Olhe para ele
Tão mais esperto
Confiante, experiente.

Eu não sou
Nem nunca vou ser
O melhor em nada
Que eu tentar fazer.
Eu não sou
E nunca vou ser
O mais interessante
Eu continuo a dizer.

Me ajude
Eu falhei de novo
E me afundei na solidão

Me ajude
Eu surtei de novo
E me afoguei na escuridão.

De que nunca vou ser o melhor.

Olhe para ele
Tão mais bonito.
Talentoso, inteligente.

Olhe para ele
Tão mais esperto
Confiante, experiente.

Nunca vou ser o melhor.

Olhe pra mim
Nunca vou ser tão bonito.
Olhe pra mim.
Talentoso, inteligente.

Olhe pra mim
Nunca vou ser tão esperto.
Olhe pra mim.
Confiante, experiente.

Eu não sou
Nem nunca vou ser
O melhor em nada
Que eu tentar fazer.
Eu não sou
E nunca vou ser
O mais interessante
Eu continuo a dizer.

Eu não sou.
Nem nunca vou ser.
Eu não sou.
Nem nunca vou ser.

Me ajude
Eu errei de novo.
Eu me feri com a verdade.

Me ajude
Eu caí de novo
E trombei com a realidade.

De que eu nunca vou ser o melhor.

2 comentários:

  1. bom, pelo menos você é o melhor escrevendo, com toda certeza! *-*

    ResponderExcluir
  2. Algumas coisas precisam ser ditas, mas aqui não é o lugar apropriado, né? Ainda escreve mil vezes melhor que eu, pra minha inveja.

    ResponderExcluir