quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Bipolar


Eu quero, eu não quero.
Eu faço, eu não faço.
Eu sou, mas não sou.
Não estou mais em mim.

Eu quero, eu não quero.
Eu faço, eu não faço.
Eu sou, mas não sou.
Eu não sou mesmo assim.

Eu choro, eu estou frio.
Eu não amo mais ninguém.
Eu me afundo em depressão.
Não gosto de mim também.

Eu quero, eu não quero.
Eu faço, eu não faço.
Eu sou, mas não sou.
Eu não estou mais em mim.

Eu pulo, eu rio.
Sou o melhor cara do mundo.
Eu tenho boa auto-estima.
Não ocilo por um segundo.

Eu quero, eu não quero.
Eu faço, eu não faço.
Eu sou, mas não sou.
Eu não sou mesmo assim.

Eu não sei mais quem eu sou.
Acho que isso é mais do que um.
O tempo passa, mas ainda não me achou.
Queria saber se esse estado é comum.

Eu vou pra direita, eu vou pra esquerda.
Eu nunca fico feliz.
Eu sou bipolar, eu não tenho foco.
Eu não tenho uma matriz.

Eu quero, eu não quero.
Eu faço, eu não faço.
Eu sou, mas não sou.
Eu não estou mais em mim.

Eu quero, eu não quero.
Eu faço, eu não faço.
Eu sou, mas não sou.
Eu não estou mais em mim.

3 comentários:

  1. Conheço dois alguéns assim. Hmmm, quem será?

    ResponderExcluir
  2. "Eu quero, eu não quero.
    Eu faço, eu não faço.
    Eu sou, mas não sou.
    Eu não estou mais em mim."


    Gosteiiiii ...

    gosto de poemas com esses assuntos...

    ResponderExcluir
  3. "Eu choro, eu estou frio.
    Eu não amo mais ninguém.
    Eu me afundo em depressão.
    Não gosto de mim também."

    Isso esta demais *-*

    ResponderExcluir