terça-feira, 14 de setembro de 2010

Eu Não Vou Parar de Olhar


Eu inflo seu ego, você descansa minha vista.
Sem tocar, sem chegar perto, sem nenhuma lista.
Você está lá, eu estou aqui, apenas olhando.
Contato apenas visual, eu não estou te amando.

Eu não quero o seu corpo. Eu não quero seu coração.
Só continue com a beleza que relaxa a minha visão.
Eu não quero o seu corpo. Eu não quero seu coração.
Mantenha tais problemas bem longe da minha mão.

Não estou sendo fútil, como pode parecer.
Você é bem amável, é fácil de se conviver.
Eu gosto do seu eu bem antes da sua beleza.
Mas você tem essa vantagem, coloco as cartas na mesa.

Eu não quero o seu corpo. Eu não quero seu coração.
Só continue com a beleza que tem. Ela relaxa minha visão.
Eu não quero o seu corpo. Eu não quero seu coração.
Eu só quero observar e eu recuso uma negação.

Os seus olhos.
A sua boca.
O seu nariz.
Tudo em perfeita harmonia.
O seu cabelo.
O seu sorriso.
O seu corpo.
Uma linda sincrionia.

Mas não, eu não te desejo.

Eu não quero o seu corpo. Eu não quero seu coração.
Só continue com a beleza que relaxa a minha visão.
Eu não quero o seu corpo. Eu não quero seu coração.
Mantenha tais problemas bem longe da minha mão.

Mantenha tais problemas bem, bem longe da minha mão.

2 comentários: